Laureando a pevide em Paris

Frio, muito frio, alguma chuva, escapámos a muitas e longas filas 🙂 (com exceção em Versalhes, que é o caos em termos de organização) com o Paris Museum (para os graúdos uma vez que a pequenada não paga em quase nenhum dos monumentos). Andámos muito a pé (cerca de 7 km por dia), talvez por a “nossa casa” ser numa zona muito central, no metro comprando cadernetas de 10 bilhetes de metro cada viagem sai a 1,45€ para os adultos metade do preço para as crianças. Na Disney ficámos muito bem alojados a 3 paragens (5 minutos) da Disney (vale a pena comprar o bilhete online e escolher os dia mini em que o bilhete do parque custa entre a 40 a 48€ e há muito menos gente e as filas são quase inexistentes). Depois de tanto andar em Paris, os dias na Disney pareceram, no sentido literal e figurado, um passeio no parque, muito soft em termos de cansaço comparado com os dias anteriores. Umas belas e cansativas férias, fica o registo.

1º dia
Arco do Triunfo, Champs-Élysées e passeio no Bateaux Mouches (vales de desconto para várias atividades em Paris, utilizámos, sem problemas, poupámos uns bons €€€)

 

2º dia
Ópera Garnier, Paris Story (vale a pena começar a visita a Paris por aqui, aprende-se imenso sobre a história de Paris, muito bom), Galeiras Lafayette, Sacre Coeur, Montmatre e Moulin Rouge

3º dia
Passeio numa rua tipicamente parisiense, marche montorgueil, pequenada divirtiu-se à brava no parque Les Halles, Notre Dame, Mercado das flores, Conciergerie, Saint Chapelle e terminámos o dia no Trocadero, Torre Eifell e Champs de Mars

4º dia
Madame D´Orsay, Palácio de Versalhes e terminá-nos o dia no Centro George Pompidou

5º dia
Louvre e passeio no jardim das Tuileries

6º dia
Disneyland Paris – Studios disney e final do dia na Disney

7º dia
Disneyland Paris

E ao 8º dia, regressámos a este cantinho pacífico à beira mar plantado com as músicas da Disney no ouvido!

Nota: A Disneyland é uma máquina muito bem oleada, o merchandising é fortíssimo mas tem um nível de organização invejável, é um mundo mágico onde vale a pena embarcar, aproveitando bem todos os seus espetáculos, a parada e o show de encerramento que são excelentes. Mais do que as diversões, é apreciar o ambiente, o design e deixar-se contagiar pela alegria e magia no ar. Pequeno do meio comovido no show final, durante o fogo de artifício, sussurrou-me ao ouvido “OBRIGADA! És muito amiga!”, imbuído da verdadeira magia do momento!
Curiosidade: Nunca diria mas a Disneyland Paris tem dado prejuízo praticamente todos os anos desde que abriu as portas em 1992.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s