Planisfério Pessoal ;)

“Ando há oito meses a viajar. Em La Paz, a solidão e abstinência levam a melhor sobre os meus princípios. Tenho urgência de uma companheira, e vou pagar o que for necessário para a obter. Sei como a quero: de formas redondas, de toque suave, uma beleza clássica que responda ao estímulo dos meus dedos como se seu e ela fôssemos um só corpo, uma só vibração.

Sigo as indicações do taxista e enfio-me nas ruelas sombrias atrás da velha Igreja de São Francisco. Bato a várias portas até a encontrar. Repito: é contra todos os meus princípios carregar com o que quer que seja que não seja estritamente essencial. Mas não resisto: compro uma lindíssima viola acústica, com jogo de nylon e braço estreito, uma ‘Orosco’, conhecida marca boliviana de instrumento de cordas. Pago um terço do que poderia custar uma viola da mesma qualidade em Portugal. compro também um casaco de lã, luvas, ceroulas, óculos de sol. agora já tenho tudo o que me poder servir contra a luminosidade metálica e o frio absurdo do deserto de sal de Uyuni.”

Gonçalo Cadilhe in Planisfério Pessoal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s