Mesmo à tuga!

“Podíamos abrir um negócio de pulseiras!” disse excelentíssimo esposo
“Sim eu ficava com o dinheiro e comprava uma limousine!” exclama pequeno do meio, o administrador
“Não, não pode ser, isso não é justo. Tens que dar também aos outros!” reivindica pimpolha mais pequena, a sindicalista
“Eu trato do anúncios e da publicidade” oferece-se pimpolha mais velha, a responsável pelo marketing
“Então e eu?” pergunta excelentíssimo esposo
“Tu fazes as pulseiras, claro!” esclarecem pequeno do meio e pimpolha mais pequena
“Hummm…” resigna-se excelentíssimo esposo, o trabalhador/artista
“Sabes que alguém tem que mandar, certo?” desafio pequeno do meio, o empreendedor, administrador, líder que aspira ser presidente (nada mais nada menos que do nosso país)!
Um retrato da economia, tipicamente portuguesa, em micro escala, em direto, sem filtros, durante o nosso pequeno almoço. Tem tudo para correr bem, obviamente!

img_20161008_105237

(mostruário das obras de arte de excelentíssimo esposo, design e padrões retirado daqui e daqui)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s