O segredo está na forma

Mais importante que o que se diz, é a forma como se diz – parece ser uma técnica que revela bom senso comum e fruto de uma experiência de anos acumulados a comunicar com os outros quase desde o berço (e atenção que as crianças são exímias nesta arte), no entanto, e infelizmente, constato todos os dias que afinal não! A mesma frase dita com um sorriso nos lábios, de forma afável mas incisiva, ou dita de forma rude e pouco simpática, provocam, no imediato, reações bem diferentes no recetor, e condicionam a forma como nos “verá/ouvirá” no futuro. Obviamente que há que ter também em consideração a necessidade de adaptar o discurso, não só ao recetor, como ao contexto e à circunstância. A forma é o segredo, não tenho dúvidas, claro que há sempre exceções à regra: os intragáveis. Complicado esta coisa da comunicação efetiva.
António Zambujo mostra-nos que com a música acontece algo semelhante, não é a letra mas a forma como é cantada e “musicada” que condiciona/influencia a nossa interpretação da letra, especialmente quando é feito com tamanha maestria!

O original

Outro bom exemplo  (e o original)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s