Superligados

“Mãe, tenho uma coisa para te contar sobre…” dizia a menina de 5/6 anos sentada ao lado mãe num transporte público.
“Espera só um bocadinho. Dá-me um minuto!” interrompe-a a mãe compenetrada
“É rápido e engraçado, como uma história…” diz a menina com o entusiasmo típico de quem quer partilhar algo emocionante.
“Agora não! Estou ocupada!” diz a mãe entre dentes antes que a criança desse por terminado o seu discurso
“Oh mãe, vá lá, deixa lá contar-te” diz a menina em tom de súplica, puxando a manga do vestido da mãe.
“Já te disse agora NÃO POSSO!” diz a mãe com um ar definitivo e zangado.
A menina resignou-se, mirando a mãe com uma ar desiludido. E assim seguiram, lado a lado, mas ao mesmo tempo longe, a milhas e milhas de distância, a menina embrenhada nos seus pensamentos e a mãe de telemóvel na mão atenta a tudo o que seu ecrã lhe comunicava, entre mãe e filha não houve qualquer tipo de comunicação durante largos minutos. Fica a dúvida: será que a menina lhe chegou a contar a tal história com que estava tão empolgada ou terá perdido o entusiasmo e a motivação?

Um artigo bastante interessante sobre a temática da geração dos “Superligados” que salienta a importância do papel e do exemplo dos pais no controlo do uso das tecnologia  é o intitulado “Os miúdos não desligam da tecnologia. E agora?”. Recomendo a leitura…atenta!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s