Estratégias e rentabilização

Depois de descobrirem os nossos antigos telemóveis, quase da idade da pedra do telemóveis, a pequenada decidiu que eram ótimos para eles poderem jogar. Para quem não tem nenhum, qualquer coisa serve e é melhor que nada.
O entusiasmo deles, claramente, não se refletiu em nós ou pelo menos na resposta que eles pretendiam.
Pimpolha mais velha, sempre organizada e diligente, engendrou, cuidadosamente e em sigilo, um plano, para nos incentivar.
Munida de bloco de papel cavalinho A3, que “apoiou” na nossa televisão, um ponteiro, feito com paus de espetada, convocou a família para a apresentação do seu projeto, o tal que nos faria mudar de ideias.
Eh pá, ficámos todos boquiabertos, caramba, o que ela podia ensinar a toda aquela gente apologista dos powerpoints fofinhos, com conteúdo, pragmatismo, clareza e “poder de negociação” quase nulo. Impressionante!
Para demonstrar a sua boa fé, ela e os manos fizeram uma limpeza aos seus quartos e à sala sem falar nos telemóveis.
Pouco tempo depois estava tudo em estado de sítio novamente.
Não voltaram a falar dos telemóveis, continuam guardados na gaveta… acho que, rapidamente, concluiram que não era um negócio rentável: ao ritmo que desarumam e sujam, o tempo que leva a colocar tudo direitinho, não lhes sobrava tempo para jogar nos telemóveis… logo quando eu estava a começar a apreciar toda esta iniciativa, colaboração na arrumação e na limpeza.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.