Gelado de doce de morango

Para a despedida do verão, agora que, finalmente, chegou a chuva, um gelado fácil e rápido de fazer e também muito bom! Seria melhor ainda se tivesse sido feito com 500g de morangos fresco mas “Quem não tem cão, caça com gato!”, não havendo morango, improvisa-se e utiliza-se doce de morango.

Ingredientes
500g de queijo quark
1 lata de leite condensado magro
1 frasco de doce de morango

Preparação
Misturar muito bem o queijo com o leite condensado. Adicionar o doce, aos poucos, envolvendo bem. Colocar no congelador 3 a 4 horas antes de consumir.

Anúncios

Bolachas de amêndoa, quinoa e sementes

Fáceis de fazer, relativamente saudáveis (ora espreitem os ingredientes), estaladiças, não muito doces mas estão cheias de fibra e coisas boas como as sementes da moda que nós muito apreciamos!!! Uma inovação fazer bolachas sem manteiga, sem ovos e sem açúcar (vá o mel, não é açúcar!), foi um sucesso!

Ingredientes
1 chávena de farinha de quinoa (triturei a quinoa)
1 1/2 chávena de amêndoa laminada
1/2 chávena de mel (mal cheia)
2 colheres de sopa, mal cheias, de azeite
1 colher de chá de fermento em pó
Mix de sementes (abóbora, girassol, linhaça,…)

Preparação
Triturar muito bem a quinoa e as amêndoas. Numa taça, juntar a quinoa e as amêndoas e envolver. Adicionar o fermentos e azeite, mexendo bem. Adicionar o mel aos poucos enquanto se envolve muito bem. Com a massa formar uma bola e colocar no frigorífico cerca de 20 a 30 minutos. Colocar a massa sobre uma folha de papel vegetal e sobre a massa estender outra folha de papel vegetal. Com o rolo da massa, sobre a folha de papel vegetal, esticar muito bem a massa e cortar na forma que se deseja as bolachas (utilizei um copo). Colocar as bolachas sobre um tabuleiro, forrado com papel vegetal, e dispor as sementes sobre cada bolacha, calcando um pouco. Levar ao forno, pré aquecido a 180º, cerca de 10 a 15 minutos (é preciso ter atenção porque elas cozem muito rápido)

Hambúrguer vegetariano

Porque, às vezes, apetece desenjoar da carne e do peixe. Não é um hambúrguer suculento de carne mas é bastante bom, saudável, tem ar e consistência de hambúrguer e é rápido de fazer. Uma refeição leve e diferente e acompanhado por uma saladinha e um pouco de maionese fica espetacular.

Ingredientes (rende 8 hambúrgueres)
200g de flocos de aveia
1 mão cheia de nozes
1 mão cheia de sementes de girassol
1 cebola
1 dente alho
1 curgete
1 cenoura
1 alho francês
1 ovo
3 colheres de sopa de queijo quark
sal e pimenta q.b.
1 fio de azeite

Preparação
Num triturador, colocar os flocos de aveia, as nozes e as semente de girassol e triturar. Adicionar a cebola, o alho, a curgete, a cenoura e o alho francês (cortados grosseiramente). Triturar bem novamente. Juntar o ovo e o queijo quark e temperar com sal e pimenta a gosto. Forrar um tabuleiro com uma folha de papel vegetal e com as mãos fazer bolas do preparado anterior e achatá-las em forma de hambúrguer. Dispor no tabuleiro e colocar 2 ou 3 gotas de azeite em cima de cada um dos hambúrgueres. Levar ao forno, pré aquecido a 180ºC, até ficarem douradinhos (entre a 25 a 30 minutos)

Beringelas recheadas

Esta é uma receita que costumo fazer frequentemente para aproveitar os resto de carne à bolonhesa (ou faço logo a mais para depois fazer as beringelas ou lasanha). É um receita fácil, deliciosa e relativamente saudável!

Beringelas recheadas
Ingredientes
4 beringelas
300g de carne bolonhesa
3 dentes de alho
azeite óregões
200g de queijo mozarella
sal q.b

Preparação
Cortar as beringelas no sentido longitudinal. Colocá-las de molho em água e sal para perder um pouco da sua acidez. Retirar a polpa das beringelas e cortar fininho (para esta tarefa ser mais fácil, antes podem-se colocar no forno 10 minutos para amolecer) e guardar o exterior de beringela. Num tacho, refogar o alho e juntar as beringelas. Deixar cozinhar, mexendo frequentemente. Juntar os orégões e envolver. Adicionar a carne à bolonhesa, envolvendo bem. Deixar cozinhar entre 5 a 10 minutos. Dispor os barcos de beringela num pirex e dentro colocar o preparado anterior. Cobrir com queijo mozarella. Levar ao forno, a 180ºC, durante 15 a 20 minutos, ou até estarem douradinhos.

Carne à bolonhesa à nossa moda
Ingredientes
1kg de carne picada
1 alho francês
2 cenouras
1 cebola
8 colheres de sopa de polpa de tomate
1 copo de vinho branco
azeite
sal e orégões q.b.

Preparação
Ralar as cenouras e cortar o alho francês bem fininho. Num tacho, refogar a cebola cortada fininha. Juntar a cenoura e os alho francês, envolvendo bem. Deixar cozinhar. Juntar a polpa de tomate o copo de vinho. Deixar ferver 3 minutos e juntar a carne. Temperar com sal e envolver bem. Deixar cozinhar, mexendo de vez em quando. Ao fim de 10 minutos, adicionar orégões a gosto. Deixar cozinhar mais 10 minutos.

Torta de Santiago – uma variante

Deliciosa esta adaptação da Torta de Santiago, doce galego (diminui o açúcar e aumentei o limão relativamente à receita original). Fofinha, húmida e docinha!

Ingredientes
5 ovos
200g açúcar
250g amêndoa (moída)
1/2 colher de café de canela
raspa de 1 limão
açúcar em pó q.b. (cobertura)

Preparação
Picar a amêndoa. Numa taça, bater os ovos com o açúcar até formar uma massa homogénea esbranquiçada e volumosa. Adicionar a amêndoa, a canela e a raspa de limão. Envolver muito bem. Levar ao forno, pré aquecido a 180º, numa forma de fundo amovível, untada com manteiga, durante 25 a 30 minutos.

Tarte de Oreo

Como estes ingredientes… é o esperado: deliciosa!

Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 pacote de natas
1 embalagem de queijo creme
5 folhas de gelatina
1 pacote de bolachas Oreo
1 pacote de bolachas de chocolate (utilizei das que vêm em sacos de 1kg)
6 bolachas Maria (opcional)
50g de manteiga

Preparação
Colocar as folhas de gelatina numa tigela com água. Picar as bolachas oreo e as bolachas de chocolate. Reservar 1/4 das bolachas para juntar ao recheio. Derreter a manteiga e juntar às restantes bolachas, envolvendo bem. Dispor o preparado numa forma de fundo amovível, calcando bem, para formar a base da tarte. Colocar no congelador. Bater as natas (frias) em chantilly, juntar o leite condensado e o queijo creme, envolvendo bem. Escorrer as folhas de gelatina, colocá-las numa tigela com um pouco de água no fundo e levar ao microondas, cerca de 20 segundos. Mexer bem para dissolver completamente e juntá-las ao preparado anterior, mexendo sempre com a batedeira. Juntar as bolachas picadas reservadas ao preparado, envolver bem. Deitar o preparado anterior na forma. Levar o frigorífico durante 5 a 6 horas. Decorar a gosto (bolacha maria ralado e 3 ou 4 bolachas oreo)

 

Tarte de queijo

Muito boa, como que diz o ditado “o que é doce nunca amargou!”

Ingredientes
1 pacote de bolachas maria (usei metade maria normal e metade maria chocolate)
100g de manteiga
200ml de natas
200g de queijo creme
3 ovos
100g de açúcar (utilizei 80g de açúcar branco + 20g de açúcar baunilhado)
sumo e raspa de 1 limão
3 colheres de sopa de farinha maisena

Preparação
Forrar com papel vegetal uma forma de fundo amovível. Picar muito bem as bolachas. Derreter a manteiga. Juntar às bolachas e envolver bem. Dispor o preparado anterior na forma e calcando bem forrar o fundo da forma e as laterais. Colocar no congelador para solidificar enquanto se prepara o conteúdo da tarte. Bater os ovos com o açúcar até obter um preparado volumoso e homogéneo. Adicionar o queijo creme, envolvendo bem. Juntar as natas, o sumo e a raspa de limão. Envolver bem a farinha maisena. Retirar a formado congelador e verter o preparado sobre a base de bolacha. Levar ao forno, pré aquecido a 180º, durante cerca de 30 minutos ou até ficar douradinha. Decorar a gosto: açúcar em pó, frutos vermelhos, etc.

Cupcakes

Um regalo para os olhos e para o palato! Receita feita, e muito apreciada, pela pequenada com uma pequena ajuda da mãe. Muito fáceis e saborosos.

Ingredientes
1 iogurte natural
2 copos (de iogurte) de açúcar
3 copos (de iogurte) de farinha
1 copo (de iogurte) de óleo
1 colher de chá de essência de baunilha
4 ovos
1 colher de chá de fermento

Cobertura (opcional)
1 tablete de chocolate de leite (ou preto ou branco)
1 colher de sopa de manteiga
Smarties ou confetis para decorar bolos

Preparação
Bater as claras em castelo. Bater as gemas com o açúcar até obter um creme homogéneo. Juntar o iogurte e envolver bem antes de adicionar o óleo e a baunilha. Juntar a farinha e o fermento, envolvendo muito bem. Adicionar, envolvendo com cuidado, as claras em castelo. Dividir o preparado pelas forminhas de cupcake, forradas com as de papel, não enchendo demasiado. Levar ao forno, pré aquecido a 180º, durante cerca de 20 minutos.

Para a cobertura, partir o chocolate em pedacinhos, para uma tigela, juntar uma colher de sopa de manteiga e levar ao microondas durante cerca de 1 minuto e meio. Ao retirar, mexer bem, até obter um mistura homogénea e espessa. Com a ajuda de uma colher, barrar a parte superior dos queques e decorar a gostos (com smarties, confetis, raspas de chocolate, frutos vermelhos, etc)

Bacalhau à brás à nossa moda

É o prato preferido de pimpolha mais velha. Uma versão mais saudável, menos gordurenta, com vários legumes e apreciada pela malta da casa.

Ingredientes
500g de bacalhau desfiado (uso congelado)
1 cebola
2 cenouras grandes
1 courgete grande
1 alho francês
1 pacote de batata palha
4 ovos

Preparação
Picar a cebola e levar ao lume para refogar. Juntar a cenoura e a courgete raladas e o alho francês cortado em pequenos pedacinhos, envolvendo bem, e deixando cozinhar durante 10 a 15 minutos em lume brando. Quando os legumes tiverem um ar cozinhado, juntar o bacalhau desfiado, misturando bem. Deixar cozinhar durante 7 a 8 minutos. Juntar a batata palha, envolvendo bem. Quando a batata palha estiver molinha, adicionar os ovos batidos, mexendo muito bem e desligar o fogão de imediato para não secar demais o bacalhau!

Pipocas

Irmos os cinco ao cinema sai caro, há prioridades e formas mais interessante de gastar o dinheiro, ser paciente e poupado, na dose certa, são grandes virtudes! Como tal, de quando em vez, temos sessão de cinema cá por casa, patrocinado pelo Tugaanimado, onde nunca faltam as pipocas. Não são as pipocas do cinema mas são muito boas, a prova  é que desaparecem num instante.
Utilizamos uma receita simples que aprendi com uma colega (de casa, nos tempos de faculdade) mas que envolve alguma atenção e agitação. Foi também esta a receita de pipocas que pimpolha mais velha tentou fazer durante o seu período Home alone, não sendo difícil, não foi a escolha adequada para se iniciar nestas lides!

Preparação
Colocar um pouco de óleo a cobrir o fundo de um tacho e açúcar a gosto (costumo usar 1 a 2 colheres de sopa), levar ao lume. Quando o açúcar estiver quase dissolvido, ficando em tons de amarelo, mas antes de ficar em ponto caramelo, colocar o milho espalhado no centro do tacho. Envolver bem, baixar um pouco o lume e ir abanando o tacho frequentemente para que não se queimem as pipocas.
Diz quem já experimentou que a técnica resulta muito bem também com pipocas salgadas mas nós nunca experimentámos.

Queijada de mascarpone e limão

Húmida, levezinha, saborosa!

Ingredientes
50g manteiga
250g queijo mascarpone
1 pacote de natas
150g farinha
150g açúcar
3 ovos
raspa e sumo de 1 limão
1 colher de chá de aroma de baunilha
3 colheres de sopa de sementes de papoila (opcional)
Açúcar em pó para polvilhar

Preparação
Numa taça, bater bem a manteiga com o queijo. Juntar a baunilha, o sumo e raspa de limão, a farinha e o açúcar, batendo bem. Adicionar os ovos, um a um, envolvendo bem. Juntar as natas e sementes de papoila (opcional) e mexer bem.
Levar ao forno pré aquecido a 180º, numa forma de fundo amovível, forrada com papel vegetal, cerca de 30 minutos. Deixar arrefecer antes de desenformar.

Bolo de baunilha e frutos vermelhos

Fresquinho, leve, doce q.b., um verdadeiro e saboroso bolo da época 🙂

Ingredientes
Bolo
1 chávena de açúcar amarelo
2 chávenas de farinha
1 chávena de buttermilk (1 chávena de leite+1 colher de sopa de vinagre)
100g de manteiga derretida
3 ovos
1 colher de chá de aroma de baunilha
1 colher de sopa de açúcar baunilhado
1 colher de café de bicarbonato de sódio

Recheio e cobertura
3 ovos
6 colheres de sopa de açúcar em pó
1 colher de chá de essência de baunhilha
250g de queijo mascarpone
200ml natas
1kg de morangos
100g de amoras
100g de framboesas

Preparação
Bolo
Começar por preparar o buttermilk, a 1 chávena de leite adicionar 1 colher de sopa de vinagre (ou de sumo de limão), deixar repousar durante 10 minutos antes de utilizar (fica um género de leite talhado. Num taça, bater bem o açúcar (amarelo+baunilhado) com a manteiga amolecida. Juntar a essência de baunilha e envolver bem. Adicionar os ovos um a um, batendo bem entre cada adição. Juntar lentamente o buttermilk ao preparado anterior, mexendo sempre. Por fim, adicionar a farinha e o bicarbonato de sódio, envolvendo bem. Levar ao forno pré aquecido a 180º, numa forma de fundo amovível forrada com papel vegetal, durante cerca de 30 minutos (fazer o teste do palito)

Recheio e cobertura
Numa taça, bater as gemas com 3 colheres de sopa de açúcar em pó e o aroma de baunilha até obter um creme esbranquiçado. Envolver bem o mascarpone. Levar o ao frigorífico. Bater as claras em castelo e depois adicionar, envolvendo bem, 3 colheres de sopa de açúcar em pó. Bater as natas em chantilly. Adicionar o chantilly às claras, envolvendo bem. Adicionar ao preparado das gemas e levar ao frigorífico.

Montagem
Cortar o bolo ao meio. Num prato, dispor uma metade do bolo, colocando sobre as mesma os morangos fatiados, cobrir com um dose generosa de recheio e colocar, em cima, a outra metade do bolo. Cobrir o bolo com o restante recheio e decorar a gosta (morangos, amoras e framboesa)
Colocar o bolo no frigorífico.

Brownie de chocolate (+) saudável

Aliciada pelo meu amigo Joaquim, que me mostrou uma receita de um brownie (+) saudável, depois de umas pesquisas nas internets, decidi experimentar fazendo várias adaptações com os ingredientes que havia cá em casa. O resultado foi bastante bom, tivemos que provar várias vezes para garantir a veracidade do nosso julgamento à primeira deitada: cheira a brownie e sabe a brownie, não é nada doce comparado com os originais, tem um intenso sabor a chocolate e é bastante húmido. Nós gostámos muito e a ti, Joaquim, que tal te parece?

Ingredientes
3 batatas doces
1 ovo
200g de chocolate preto
400ml de leite de coco
200g de amêndoa
100g de noz
3 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
1 colher de sopa de essência de baunilha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação
Descascar e levar a cozer as batatas doces com um pau de canela. No triturador, picar a amêndoa até ficar tipo farinha. Numa taça, juntar metade do óleo de coco e o chocolate partido aos quadradinhos, levar ao microondas 2 minutos para derreter; envolver bem e juntar o restante leite de coco. Depois de cozidas e bem escorridas, com um garfo transformar em puré a batata doce, adicionando e envolvendo de seguida, o açúcar, o mel e a essência de baunilha. Numa taça, juntar o puré e a farinha de amêndoa, misturando bem com a batedeira. Adicionar o chocolate e bater. Juntar o ovo e o bicarbonato de sódio, misturando bem. Picar as nozes grosseiramente e juntar ao preparado anterior. Levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, num tabuleiro retangular, forrado com papel vegetal, cerca de 30 minutos.

Dica: Fica ótimo congelado aos quadradinhos, separados por papel vegetal (para se poder tirar individualmente. É só retirar com congelador 10 a 15 minutos antes de consumir, fresquinho mas com aquele sabor maravilhoso!!!

Juliana de carnes

Excelente para aproveitar restos de carne (frango assado, bifes, etc) ou para levar para um piquenique ou por pura gulodice. Uma receita que a pequenada gosta muito e que nos foi dada pela avó D. e era de uma antiga teleculinária do Chefe Silva dos famosos anos 80.

Ingredientes
Restos de carne (cozinhada)
1 cebola
3 colheres de sopa de polpa de tomate
vinho branco
ovos
azeite
2 pacotes de batata frita palha

Preparação
Cortar os restos de carne em pequenos pedaços. Num tacho, com um fio de azeite no fundo, colocar a cebola picada e deixar refogar. Num copo, colocar a polpa de tomate de encher com vinho branco, misturando. Juntar o vinho e o tomate ao refogado de cebola e deixar ferver 2 ou 3 minutos. Juntar a carne e deixar cozinhar 5 ou 6 minutos. Adicionar as batatas palha, envolvendo bem. Baixar ao lume, mexendo sempre para as batatas não se pegarem ao fundo. Desligar quando as batatas começarem a amolecer.  Colocar o preparado anterior num pirex, espalhando e acamando bem. Com a ajuda de uma colher fazer pequenos buracos espaçados e colocar, cuidadosamente, os ovos. Levar ao forno, a 180º, até os ovos estarem bem cozinhados

 

Bolo de nutella

Três ingredientes, fácil e rápido de fazer e o resultado é um bolo leve, fofinho e húmido, não muito doce e que desaparece enquanto o diabo esfrega um olho. Ficámos fãs e não somos grandes apreciadores de nutella, aliás este bolo serviu para gastar um resto que estava quase a passar de validade. A prima T. aliciou excelentíssimo esposo com a receita original, que só leva ovos e nutella, nós adaptámos pois só tínhamos um resto de nutella. Não sobrou quase nada para o dia seguinte, resumindo, é delicioso (segundo pimpolha mais velha)

Ingredientes
5 ovos
100g de nutella
100g de chocolate de culinária
açúcar em pó para polvilhar (opcional)

Preparação
Bater bem os ovos, cerca de 7 minutos, até obter um creme amarelinho e volumoso. Numa tigela, colocar a nutella (como a nossa estava de resto utilizei mesmo o frasco) e o chocolate, ao bocadinhos e levar ao microondas cerca de 2 minutos para derreter. Misturar bem até obter um creme homogéneo. Aos poucos, envolvendo sempre, juntar  creme de ovo ao chocolate. Deitar numa forma redonda pequena, forrada no fundo com papel vegetal untado, e levar ao forno cerca de 25 minutos.

 

 

Empadão de atum (com arroz)

Uma receita simples mas muito apreciada pela pequenada e não só. Uma pequena delícia! Aprendemos esta receita com a avó D. que diz que é de uma Teleculinária antiga, da altura em que não havia internet mas haviam cadernos de receitas escritos à mão, e muitas mães se inspiravam na famosa revista do Chefe Silva. É ótima para fazer quando se tem restos de arroz. Uma das comidinhas que costumamos levar para os nossos piqueniques.

Ingredientes
(para dez pessoas )
5 latas de atum
5 ovos
2 colheres de sopa de maionese
1 cebola
azeite
sal

Preparação
Cozer os ovos. Picar a cebola, deitar num tacho com um fio de azeite no fundo. Deixar refogar bem e juntar o arroz (3 chávenas mal cheias), envolver. Colocar 6 copos de água, temperar com sal e tapar o tacho. Deixar cozinhar (aqui por casa gostamos dele bem cozido). No entretanto, enquanto o arroz coze, escorrer bem as latas de atum. Descascar os ovos cozidos. Deitar o atum numa taça, picar grosseiramente os ovos cozidos e deitar na taça com o atum, envolvendo bem. Juntar ao preparado anterior, 1 colher e meia de sopa de maionese (é só para envolver, às vezes 1 é o suficiente), misturar bem.
Depois do arroz estar cozido, num pirex grande, colocar metade do arroz no fundo, espalhando bem, por cima colocar o preparado com o atum, espalhando e acamando bem, colocar o resto do arroz por cima. Colocar meia colher de maionese no topo do arroz e espalhar com um garfo para doirar no forno. Levar ao forno, a 180º, cerca de 30 minutos, até a superfície começar a ficar tostadinha (gostamos mais dele pouco tostado).

Bolo húmido de fécula de batata

Doce, fofinho, húmido, resumindo MUITO BOM!
Ingredientes
Bolo
1 chávena de açúcar
1/2 chávena de fécula de batata
6 ovos
sumo de 1/2 limão
1 colher de sobremesa de fermento
Recheio
3 ovos
3 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa maizena
400 ml de leite.
Cobertura
100 g de chocolate branco
100 ml de natas
1/2 colher de sopa de manteiga
Preparação
Bater as gemas com o açúcar até duplicar de volume. Envolver a farinha com o fermento na gemada. Bater as claras em castelo. Envolver cuidadosamente as claras no preprarado anterior. Levar ao forno, pré-aquecido a 180º, numa forma redonda de fundo amovível forrada com papel vegetal e untada com manteiga, durante 35 minutos  ou até passar no teste do palito.
Para o recheio, misturar os ovos com o açúcar, desfazer a farinha num pouco de leite frio. Misturar tudo e adicionar o leite quente em fio. Levar ao lume , mexendo sempre. até engrossar.
Para a cobertura, partir o chocolate aos bocado, levar ao lume, com a manteiga. Juntar as natas até obter um creme brilhante. Deixar arrefecer e colocar no frigorífico 6 horas ou no congelador para ser mais rápido. (Não tive tempo de fazer esta parte, por isso a cobertura em vez de ficar branquinha e sólida, ficou transparente mas teve a vantagem de embeber bem o bolo!
 
Montagem
Cortar o bolo ao meio e rechear com o creme amarelino(ambos frios). Cobrir com a outra metade do bolo. Cobrir o bolo com o creme de chocolate.

Alheira sobre pão no forno com ovo “estrelado”

Muito gostoso!
Apesar de aparentar ser pouco saudável não é assim tanto quanto parece. Ovo e a alheira não são fritos, nem foi utilizado qualquer gordura na sua confecão. Para fazer o ovo basta numa frigideira antiaderente bem quente, colocar o ovo, logo de seguida 2 colheres de água na lateral, tapar e baixar o lume, quando estiver no ponto desejado retirar com uma espátula.
Para as alheiras basta com um tesoura fazer um corte longitudinal na pele e abrir para os lados, para retirar-lhe a pele. Num pirex, colocar uma fatia de pão grande (uma boa forma de aproveitar pão velho) e colocar a alheira sobre o pão. Levar ao forno, a 180º, cerca de 30 minutos ou até estar douradinha. Utilizámos cacetinhos pois era o pão velho que tínhamos cá casa, o que dificultou depois a retirada do pirex, alheira partiu-se mas comeu-se na mesma 🙂 e assim colocamos em cima do pão o ovo “estrelado”. O pão fica delicioso, torradinho e com sabor a alheira e molhado na gema é qualquer coisa! Fica a dica.

Panados “fingidos”

Uma receita simples e saborosa que agrada à pequenada, e não só, da autoria da avó F.

Ingredientes
Lombinhos de porco
Dentes de alho
sal
sumo de limão
farinha de milho
azeite

Preparação
Cortar os lombinhos em pequenos bifinhos e temperar com sal, dentes de alho laminados e sumo de limão. Deixar marinar durante 30 minutos a 1 hora. Passar os bifinhos pela farinha de milho e colocar numa frigideira com azeite a cobrir o fundo. Deixar ganhar cor, antes de voltá-los a 1ª vez, caso contrário a polme fica agarrada ao fundo da frigideira.  Voltar os bifinhos, de quando em vez até estarem cozinhados. Aqui por casa gostamos deles coradinhos.
Parecem os panado normais mas são um bocadinho mais saudáveis e bastante saborosos. Uma receita que faz sempre sucesso cá por casa, embora a pequenada diga que os da avó são melhores!